Água e exercício físico: A importância dos níveis de hidratação

7 maio 2017 |

A água é o principal componente do corpo humano e é essencial para algumas funções como: circulação sanguínea, reação químicas envolvendo o metabolismo energético, eliminação de toxinas, regular a temperatura corporal e o volume do plasma. (BUONO, 2000). É consensual a importância do controle hídrico do corpo para o desempenho e saúde (BUONO, 2000; KENNY, 2003) este tema se torna preponderante para profissionais de educação física, treinadores, e desportistas em geral que se preocupa com uma prática de exercícios físicos buscando saúde, lazer ou desempenho.

Ao se submeter a esforços físicos uma das respostas fisiológicas é a produção de calor, que por sua vez ativa controles fisiológicos destinados ao aumento da perda de calor, estimulando as glândulas sudoríparas, que acarreta um aumento de perda pela evaporação, além disso, o controle vasomotor permite um aumento de fluxo sanguíneo cutâneo para potencializar a perda de calor e consequentemente há uma maior perda de água, perda que é agravada em ambientes quentes e úmidos. (COSTILL & WILMORE, 2001; MCARDLE, KATCH & KATCH, 2008). Em média a cada hora de exercício perde-se 1 a 2 litros de líquidos (MAUGHAN & NADEL, 2000), entretanto uma desidratação de apenas 1-2% do peso corporal já é suficiente para prejudicar o desempenho no exercício e uma perda de 9-12% pode levar o individuo a morte (SAWKA & PANDOLF, 1990; COSTILL & WILMORE, 2001). Independente de como ocorre a desidratação, os efeitos adversos da perda de água nas funções cardiovasculares, termorregulação e até mesmo na percepção subjetiva do esforço aumenta em proporção ao déficit de líquidos (SAWKA et al.,1985; MONTAIN & COYLE, 1992)

Portanto alguns cuidados devem ser tomados em relação à hidratação, visto sua importância para o desempenho e saúde do atleta. Devido a esses fatores, surgem questões como: Como hidratar? Com que o que? Quanto?

A reidratação após exercício não requer somente o volume de líquidos perdidos, a ingestão deve ser maior do que a quantidade perdida (SHIRREFFS et al., 1996), algo em torno dos 120% apresenta um valor adequado para reidratação (SAAT et al., 2002). A hidratação com água apresenta vantagens de rápido esvaziamento gástrico e custo praticamente zero, entretanto, não é recomendada apenas água, pois a perda de eletrólitos durante o exercício e o aumento de ingestão de água pura pode levar a quadros de hiponatremia (MARINS et al, 2003; MOUNTAIN et al, 2006). A ingestão de bebidas esportivas apresentam algumas vantagens em relação à água, por possuir carboidratos mantem os níveis de glicose sanguínea durante a prática de atividade física e consequentemente diminuição da percepção de esforço e os negativos são: sensação de plenitude gástrica, desconforto e custo financeiro. A adição de eletrólitos em sua composição é controversa, mas é justificada por repor os eletrólitos perdidos durante o exercício e facilitar a absorção de carboidratos (NASSIS et al, 1998; MEYER & PERRONE, 2004; SHIRREFFS at al, 2007). Pesquisas recentes propõe uma alternativa para esta reposição, a água de coco (SAAT et al., 2002; COSTA et al, 2006) pois possui em sua composição açúcares, minerais, gorduras e vitaminas, além de uma quantidade satisfatória de eletrólitos. Apresenta também a vantagem de possuir uma densidade e ph similar ao plasma sanguíneo (ARAGÃO et al, 2001; CARVALHO et al, 2006; COSTA et al, 2006). No estudo de Saat et al (2002) foi demonstrado que a água de coco é significativamente mais doce, causa menos náuseas, evita a plenitude estomacal e é mais fácil consumir grandes quantidades (120%) de água de coco quando comparado com bebidas esportivas e água pura.


Conclusão

Após este estudo fica evidente o papel fundamental da água no desempenho esportivo e seu papel fisiológico, devendo sempre atentar para níveis satisfatórios de hidratação para garantir a performance no exercício e evitar problemas de saúde como sobrecarga cardiovascular, hipertermia ou até mesmo, em casos mais extremos, a morte. Além da água, alguns outros líquidos podem ser uma alternativa interessante para reidratação, como as bebidas esportivas e a água de coco, pois apresentam em sua composição carboidratos e eletrólitos que podem manter a performance durante a prática de atividade física e uma reidratação mais efetiva após a mesma. A água de coco tendo vantagens de ser mais saborosa e causar menos desconfortos estomacais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked


Novidades Vila Nova!

Nossa empresa esta muito mais interativa agora, você pode acompanhar notícias e reviews com opiniões e dicas para tornar a sua vida mais fácil.

Conte conosco e acompanhe!